ANBIMA - Debêntures Mantido por: ANBIMA
Ajuda | Fale Conosco | Mapa do Site
Buscar
· Registros na CVM · Emissões Instrução CVM nº 476 · AGDs e Comunicados · Notícias · Sites Úteis
Fitch Afirma Rating 'AA(bra)' da Primeira Emissão de Debêntures da Delta 2 Energia 03/05/2019


A Fitch Ratings afirmou, hoje, o Rating Nacional de Longo Prazo 'AA(bra)' da primeira emissão de debêntures da Delta 2 Energia S.A. (Delta 2, ex-Potami Energia S.A.), no montante de BRL42,4 milhões e vencimento em dezembro de 2026. A Perspectiva do rating é Estável.

PRINCIPAIS FUNDAMENTOS DO RATING

Sumário: O rating reflete o estágio operacional do projeto, os adequados estudos de vento e de geração de energia de longo prazo, baseados em dados e metodologias satisfatórios e corroborados pela geração média próxima ao P-50 nos últimos 28 meses. Também considera as características dos Contratos de Comercialização de Energia no Ambiente Regulado (CCEAR ou Power Purchase Agreements - PPAs) de Leilões de Energia Nova (LEN), com compensações quadrienais de energia, e dos contratos bilaterais até 2025.

As debêntures são seniores e pari passu com o financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Elas apresentam conta reserva equivalente à parcela de serviço da dívida vincenda e limitação de distribuição de dividendos baseado em um volume mínimo acumulado de 12 meses de geração de energia e índice de cobertura atingindo 1,25 vez. Além disso, as debêntures estão expostas ao descasamento entre inflação e taxa de juros de longo prazo (TJLP) do financiamento do BNDES.

Ainda que as contrapartes bilaterais tenham qualidade de crédito desconhecida ou inferior ao projeto, Delta 2 possui habilidade para realocar a energia a outro comprador em caso de inadimplemento após o período de cura de dez dias, o que não limita seu rating. Os índices de cobertura do serviço da dívida (Debt Service Coverage Ratios - DSCRs) médio do cenário de rating da Fitch é de 1,31 vez. Até o completion financeiro, a emissão possui cláusula de vencimento antecipado cruzado automático com a Omega Geração (Rating Nacional de Longo Prazo 'AA(bra)').

Forte e Experiente Contraparte de O&M [Risco Operacional: Médio]

Os serviços de operação e manutenção (O&M) são prestados pela GE Water & Process Technologies do Brasil Ltda. (GE WTP), subsidiária da General Electric Company (GE, IDR - Issuer Default Rating - Rating de Inadimplência do Emissor em Moeda Estrangeira 'BBB+' (BBB mais), Perspectiva Negativa), por meio de um contrato de dez anos. Este contrato, no entanto, não cobre todo e qualquer serviço de operação e manutenção (non full scope), nem despesas adicionais. O projeto se beneficia de uma conta reserva de custos de operação e manutenção de três meses. A tecnologia é estabelecida e o projeto conta com dois anos de histórico operacional com pouca variabilidade nas despesas totais.
Certificação de Recurso Eólico Satisfatória [Risco de Receitas - Volume: Médio]

Os volumes de geração foram elaborados por certificador de boa reputação, que utilizou duas torres de medição para aferir a produção central (P-50) e duas outras para estimar incertezas. A diferença entre o P-90 de um ano (estimado pela Fitch com base na certificação da Camargo Schubert (CS)) e o P-50 é de 15,2%. Portanto, a Fitch reduziu a produção total de energia em seus cenários em 3,0%, de forma a refletir a possibilidade de variação do recurso eólico acima do esperado, segundo a metodologia vigente. Após 28 meses de operação comercial completa, o desempenho do projeto tem sido próximo ao P-50 estimado pela Camargo Schubert (CS). O projeto não participa do rateio das perdas da rede básica.

PPAs a Preços Fixos/Exposição Potencial ao PLD [Risco de Receitas - Preço: Médio]

Delta 2 assinou PPAs válidos por vinte anos com 28 distribuidoras no mercado regulado para 85% da energia vendida. Os preços são fixos e reajustados anualmente pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado de 12 meses. Os 15% remanescentes foram comercializados no mercado livre, por meio de contratos de longo prazo até 2025, também com preços fixos e reajustados anualmente. No ambiente regulado, os déficits de produção são compensados ao maior entre PLD e o preço do PPA, cujo efeito nas receitas é mitigado pelo ressarcimento quadrienal.

Estrutura de Dívida Adequada [Estrutura de Dívida - Média]

As debêntures têm o mesmo nível de senioridade que os financiamentos de longo prazo do BNDES. A distribuição de dividendos depende de DSCR mínimo de 1,25 vez. As debêntures, por sua vez, contam com garantia corporativa da Omega Geração e fiança bancária do Banco ABC Brasil S.A. (Rating Nacional de Longo Prazo 'AAA(bra)', Perspectiva Estável, para 40% do saldo devedor até que o completion financeiro seja atingido — que inclui DSCR acima de 1,25 vez e geração mínima acumulada de 12 meses equivalente a 332,40 GWh — e as contas reservas estejam totalmente preenchidas. A estrutura da emissão inclui uma cláusula de vencimento antecipado automático relacionada à Omega Geração (Omega, Rating Nacional de Longo Prazo AA(bra)'/ Perspectiva Estável) até o completion financeiro, esperado para o primeiro semestre de 2020.

Perfil Financeiro:

Os cenários da Fitch consideram os preços acordados nos contratos bilaterais até 2025, e preços mais estressados para a venda da energia excedente gerada até o vencimento das debêntures. No cenário-base, o projeto apresenta DSCRs mínimo e médio de 1,42 vez e 1,55 vez, respectivamente. No cenário de rating, os DSCRs mínimo e médio são de 1,15 e 1,31 vez, respectivamente. Neste cenário, o DSCR mínimo é estimado para 2022, ano de ressarcimento do primeiro quadriênio.

ANÁLISE DOS PARES:

O par mais próximo a Delta 2 é o projeto Serra das Vacas II S.A. (SdV II, Rating Nacional de Longo Prazo da primeira emissão de debêntures 'AA(bra)'/Perspectiva Estável), DSCRs mínimo e médio no cenário de rating de 1,08 vez e 1,21 vez), que celebrou PPAs em um Leilão de Energia de Reserva (LER), e, portanto, sem exposição ao PLD. Apesar da exposição de Delta 2 ao PLD em todos os seus contratos de venda de energia em caso de déficit de geração, o perfil de DSCR é mais robusto que o da SdV II. Quando comparado a projetos classificados em 'AA+(bra)' (AA mais (bra)) e com perfil de contratação de energia similar, como os da segunda emissão de debêntures dos projetos Complexo Morrinhos Energias Renováveis S.A. (Morrinhos, DSCR médio no cenário de rating de 1,49 vez) e Omega Energia e Implantação 2 S.A. (Delta 3, DSCR médio no cenário de rating de 1,43 vez), Delta 2 apresenta um perfil de DSCR mais fraco.

SENSIBILIDADES DOS RATINGS

Desenvolvimentos que podem, individual ou coletivamente, levar a uma ação de rating negativa incluem:
-- Volumes de geração de energia abaixo de P-90 de dez anos por períodos sucessivos;
-- DSCRs persistentemente abaixo de 1,20 vez no cenário de rating;
Desenvolvimentos que podem, individual ou coletivamente, levar a uma ação de rating positiva incluem:
-- Perfil de DSCR estável, com DSCR mínimo próximo a 1,25 vez, após o completion financeiro.

DETALHES DA EMISSÃO

A primeira emissão de debêntures foi realizada em maio de 2017, no montante de BRL42,4 milhões, com vencimento em dezembro de 2026. As debêntures compartilham todas as garantias com os financiamentos contratados junto ao BNDES, no montante de BRL282,5 milhões.

RESUMO DO DESEMPENHO

Em 2018, Delta 2 participou do Mecanismo de Compensação de Sobras e Déficits de Energia Nova (MCSD Energia Nova), e vendeu sua energia descontratada para a EDP Comercialização e Serviços de Energia S.A.

Ainda em 2018, Delta 2 gerou BRL100,9 milhões em receitas líquidas e BRL73,7 milhões de EBITDA, 11% e 5%, respectivamente, acima do cenário-base da Fitch, que considera geração a P-50 com desconto de 3% sobre a estimativa do estudo. Apesar de o projeto ter gerado no mesmo ano o equivalente a 94% do P-50 e 97% do cenário-base, a geração de caixa foi acima do esperado. O cenário da Fitch considerava o PLD de BRL 302/MWh ao longo do ano. Além do PLD médio realizado ter sido abaixo do esperado pela Fitch (BRL273/MWh), Delta 2 apresentou maior exposição em meses onde o PLD foi mais baixo, gerando um custo de compra de energia de BRL17,3 milhões, 28% abaixo do esperado pela Fitch em seu cenário-base.

Ainda em 2018, Delta 2 atingiu o completion físico, e reduziu o montante de fiança bancária sobre as debêntures de 100% para 40% do valor da dívida. As fianças bancária e corporativa serão liberadas quando o completion financeiro for atingido, o que é esperado para o primeiro semestre de 2020.

CENÁRIOS DA FITCH

As premissas dos cenários base e de rating da Fitch refletem as projeções macroeconômicas de IPCA e Certificado de Depósito Interbancário CDI atualizadas conforme o Global Economic Outlook da agência, publicado em abril de 2019. Ambos os cenários consideram uma premissa de TJLP de 6,6% em 2019 e de 6,0% daí em diante.

No cenário-base, a premissa de geração é baseada em P-50 mais descontos de 3,0%, referente ao estudo, seguindo a metodologia da Fitch. Outros custos e despesas foram mantidos conforme dados históricos e corrigidos pela inflação.

As mesmas premissas foram utilizadas no cenário de rating, com exceção da geração, que foi assumida em P-90 de dez anos mais desconto de 3%.

No cenário-base da Fitch, os DSCRs mínimo e médio são de 1,42 vez e 1,55 vez. Já no cenário de rating, os DSCRs mínimo e médio são de 1,15 vez e 1,31 vez.

PERFIL DO PROJETO

Delta 2 é composto por três Sociedades de Propósito Específicos (SPEs) autorizadas pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e estabelecidas como produtoras independentes de energia elétrica, mediante implantação e exploração de uma central geradora eólica. A emissora, uma subholding acionista das SPEs, é controlada pela Omega Geração.

Os parques eólicos estão localizados nos municípios de Paranaíba e Ilha Grande, no Piauí, a 340 km de Teresina, e totalizam 74,8 MW de capacidade instalada. Os parques Testa Branca I e Porto do Delta comercializaram energia no LEN A-5, realizado em 2013, por BRL122,32/MWh e BRL122,76/MWh. O parque Testa Branca III vendeu energia no LEN A-3, realizado em 2015, por BRL182,90/MWh. Os três parques têm PPAs de vinte anos.


Imprimir o conteúdo Visualizar impressão Fonte: Fitch Ratings
17/07/2019
CYRELA BRAZIL REALTY EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES comunica pagamento da remuneração referente à 10ª emissão de debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
CPFL Energias Renováveis comunica pagamento de juros aos debenturistas da 7ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Fitch Atribui Rating 'AA+(exp)(bra)' à Proposta de 2ª Emissão de Debêntures da EDP SP-MG Fitch Ratings
16/07/2019
GERDAU comunica vencimento da quinta emissão de debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
Copel Telecomunicações comunica pagamento de juros aos debenturistas da segunda emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Triângulo do Sol auto-estrada comunica pagamento aos debenturistas da quinta emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Concessionária Rota das Bandeiras comunica debenturistas da primeira emissão sobre pagamento de prêmio B3 – Elaborado por ANBIMA
Concessionária Rota das Bandeiras comunica debenturistas da primeira emissão sobre cessão de obrigações das debêntures da Odebrecht TransPort para com a emissora e pagamento de prêmio da mesma B3 – Elaborado por ANBIMA
15/07/2019
BR PROPERTIES comunica pagamento de juros e amortização às debêntures da primeira emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Sanesalto comunica o pagamento de juros e amortização aos debenturistas da 2ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
ISA CTEEP comunica pagamento de juros aos debenturistas da 4ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
A CONCESSIONÁRIA DO SISTEMA ANHANGUERA-BANDEIRANTES S.A. (“AutoBAn”), comunica o pagamento de juros da oitava emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
A Ecopistas comunica pagamentos aos debenturistas da primeira emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
BR Properties comunica pagamento de juros aos debenturistas da 12ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
TAESA comunica pagamento de juros aos debenturistas da quinta emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Triângulo do Sol auto-estrada comunica pagamento aos debenturistas da quinta emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
JSL comunica pagamento de juros e amortização aos debenturistas da sexta emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
PBH ATIVOS comunica debenturista da segunda emissão sobre pagamento de amortização B3 – Elaborado por ANBIMA
12/07/2019
A Minas Gerais Participações S.A. comunica os pagamentos de remuneração da 5ª emissão de debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
ENGIE BRASIL ENERGIA comunica os debenturistas da 7ª emissão sobre o pagamento da primeira parcela da remuneração B3 – Elaborado por ANBIMA
COPASA MG informa aos seus debenturistas o pagamento de juros referentes à 12ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
Petrobrás comunica pagamento de juros às debentures da 6ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Rota das Bandeiras comunica amortização do valor nominal, atualização monetária e o pagamento de juros referente às debêntures da segunda série B3 – Elaborado por ANBIMA
Fitch Afirma Rating 'AA(bra)' da Copasa; Perspectiva Revisada Para Positiva Fitch Ratings
10/07/2019
Fitch Afirma Rating 'AAA(bra)' da 1ª Emissão de Debêntures da Transmissora JMM Fitch Ratings
05/07/2019
Fitch Afirma Ratings de Debêntures com Garantia da Alupar Fitch Ratings
Fitch Atribui Rating 'AA-(bra)' à Proposta de 6ª Emissão de Debêntures da Copel GeT Fitch Ratings
04/07/2019
Fitch Atribui Rating 'A-(exp)(bra)' à Proposta de 1ª Emissão de Debêntures da PCH Buriti Fitch Ratings
A Fitch Ratings atribuiu, hoje, Rating Nacional de Longo Prazo 'AAA(exp)(bra)', com Perspectiva Estável, à proposta da segunda emissão de debêntures da VDB F2 Geração de Energia. Fitch Ratings
SmartFit comunica aos debenturistas sobre o resgate antecipado das debêntures da 1ª série da 3ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Lojas Renner comunica o pagamento de juros e amortização no âmbito da 8ª emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Gerdau comunica aos debenturistas sobre autorização de resgate antecipado B3 – Elaborado por ANBIMA
03/07/2019
Fitch Afirma Rating 'AA (bra)' da 2ª Emissão de Debêntures de Sinop; Perspectiva Estável Fitch Ratings
02/07/2019
Fitch Afirma Rating 'AA-(bra)' da Ser; Perspectiva Estável Fitch Ratings
01/07/2019
A COPEL comunica pagamento de juros e principal aos debenturistas da sexta emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
A BR Properties comunica pagamento de juros e amortização da segunda emissão de debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
Fitch Atribui Rating 'AAA(bra)' à Proposta de 17ª Emissão de Debêntures da Rede D'Or Fitch Ratings
28/06/2019
A Eletropaulo comunica pagamento da 3ª Série da 23ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Eletropaulo Metropolitana Eletricidade de São Paulo comunica aos debenturistas da 14ª emissão o pagamento de juros e principal no âmbito do resgate antecipado facultativo total das debêntures. B3 – Elaborado por ANBIMA
A Termelétrica Pernambuco III S.A. comunica pagamento de juros aos debenturistas da primeira emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
Fitch Atribui Rating 'AAA(bra)' à Proposta de 9ª Emissão de Debêntures da Engie Brasil Fitch Ratings  
27/06/2019
A Concessionária Auto Raposo Tavares comunica pagamento de flat aos debenturistas da segunda emissão B3 – Elaborado por ANBIMA
26/06/2019
Fitch Atribui Rating 'AAA(bra)' à Norsa e à Sua Proposta de Emissão de Debêntures Fitch Ratings
Fitch Eleva Rating da VLI Para 'AAA(bra)'; Perspectiva Estável Fitch Ratings
25/06/2019
Fitch Atribui Rating 'AA(bra)' à Proposta de 4ª Emissão de Debêntures da Águas Guariroba Fitch Ratings
24/06/2019
Fitch Eleva Rating da 2ª Emissão de Debêntures da Paranaíba para AA+(bra); Perspectiva Estável Fitch Ratings
Fitch Afirma Rating 'AA(bra)' da XPI e Atribui Rating Final à sua segunda emissão de debêntures Fitch Ratings
A CEMAR comunica pagamento da 4ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
21/06/2019
A JSL comunica pagamento da 10ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A BR Properties comunica pagamento da 5ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
JSL S.A. comunica pagamento da 12ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
JSL S.A. comunica pagamento da 11ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
18/06/2019
Fitch Afirma 'A(bra)' da 1ª Emissão de Debêntures da Ventos de São Jorge; Perspectiva Estável Fitch Ratings
A CPFL Energias Renováveis comunica pagamento da 1ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Sanesalto Saneamento comunica pagamento da 2ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Lojas Renner comunica pagamento da 5ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Companhia Energética do Ceará comunica pagamento da 5ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Companhia Energética do Ceará comunica pagamento da 6ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Energisa comunica pagamento da 8ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Celpa comunica pagamento da 4ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A AES Tietê Energia comunica pagamento da 4ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A JSL S.A. comunica pagamento da 8ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Concessionária Rodovias do Tietê comunica pagamento da 1ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Ferreira Gomes Energia comunica pagamento da 3ª Emissão de Debênture B3 – Elaborado por ANBIMA
A Triângulo do Sol Auto-Estradas comunica pagamento da 5ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Rodovias das Colinas comunica pagamento da 8ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA
A Ampla Energia e Serviços comunica pagamento da 9ª Emissão de Debêntures B3 – Elaborado por ANBIMA

« Notícias Anteriores | Próximas Notícias »

Ao obter informações através deste site você declara conhecer e aceitar os termos de exoneração de responsabilidades e de direitos autorais da ANBIMA.